Uso Do Tipi No Tratamento De Doenças Crônicasem Uma Comunidade Local Do Interior Do Ceará


Uso Do Tipi No Tratamento De Doenças Crônicasem Uma Comunidade Local Do Interior Do Ceará


Soares, C. L.R. 1,2; Neto, P.P.M 2; Silva, M. R. P. 3; Lucena, C. C.O. 4; Pereira, P.S. 5; Silva, T.G. 6

1Estudante Graduação em Ciências Biológicas da Universidade Federal da Paraíba- UFPB; 2Estudante de Pós Graduação em Ciências Biológicas da Universidade Federal de Pernambuco- UFPE.3Estudante de Graduação do Curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Pernambuco- UFPE; 4Estudante de Pós Graduação em Ciências Farmacêuticas da Universidade Federal de Pernambuco- UFPE; 5Estudante de Pós Graduação em Biotecnologia da Universidade Federal de Pernambuco- UFPE; 6Docente/ Pesquisadora do Departamento de Antibióticos da Universidade Federal de Pernambuco- UFPE.


Scientific Research and Reviews

Introdução: As doenças crônicas não transmissíveis constituem a maior causa de morte nos países desenvolvidos. As utilizações de plantas em estudos etnofarmacológicos têm sido realizadas com o intuito de encontrar compostos biologicamente ativos para o desenvolvimento de novos agentes farmacológicos que minimizem os efeitos tóxicos causados por parte dos medicamentos disponíveis. A Petiveria alliacea L., uma espécie família de Phitolacaceae, é comumente utilizada pela medicina popular na terapia de várias desordens, dentre elas, as crônicas. Objetivo: Este trabalho objetivou a realização de um estudo etnobotânico sobre P. alliacea na Comunidade Milagres-CE, relacionando os métodos de preparação e as indicações no tratamento de desordens crônicas por comunidades tradicionais. Metodologia: O período de pesquisa foi de fevereiro a abril de 2016, onde foi aplicado um questionário em uma amostra de 30 residentes aleatórios da região. Resultados: As partes mais utilizadas pelos entrevistados são as folhas, vegetal inteiro, a raiz associada à folha e apenas a raiz. Quanto às indicações terapêuticas, 50%relataram utilizar a planta no tratamento de reumatismo, 30% no tratamento de artrite e 20% no tratamento de doenças não-crônicas. Conclusão: Os resultados deste estudo fornecem base para o uso da P. alliacea na medicina popular no tratamento de doenças crônicas.


Palavras-chave:  Os resultados deste estudo fornecem base para o uso da P. alliacea na medicina popular no tratamento de doenças crônicas.

Free Full-text PDF


How to cite this article:
Soares, C. L. R. 1,; Neto, P. P. M ; Silva, M. R. P.; Lucena, C. C. O. ; Pereira, P. S.; Silva, T. G. Uso Do Tipi No Tratamento De Doenças Crônicasem Uma Comunidade Local Do Interior Do Ceará. Scientific Research and Reviews, 2018, 1:7. DOI: 10.28933/srr-2018-06-2807