Estado Nutricional Do Binômio Mãe-Filho Participantes Do Programa Mãe Coruja Recife


Estado Nutricional Do Binômio Mãe-Filho Participantes Do Programa Mãe Coruja Recife


Machado, J. G. 1; Amorim, T. M. A. X 2; Gomes, E. G. P 3; Tavares, G. A. 4; Andrade, L. A. S. S.- 5, Borba, J. M. C. 6

1,2,3 Graduada do Curso de Nutrição – CCS – UFPE; 4 Estudante do Curso de Pós-Graduação em Nutrição – CCS – UFPE, 5,6 Docente/pesquisador do Departamento de Nutrição – CCS – UFPE.


Scientific Research and Reviews

Introdução: O excesso de peso é uma doença multifatorial associada ao estilo de vida e atualmente é problema de saúde pública entre adultos e crianças brasileiras. O Programa Mãe Coruja Recife acompanha a saúde do binômio mãe-filho desde a gestação até a criança completar 5 anos. Não há estudos que constem o aspecto nutricional do Programa. Objetivo: Avaliar o estado nutricional do binômio mãe-filho participantes do Programa Mãe Coruja Recife. Metodologia: Estudo transversal, quantitativo, desenvolvido em três espaços do Programa entre novembro/2016 e abril/2017, com mães e crianças menores de dois anos cadastradas (n=57). A avaliação do estado nutricional do binômio foi realizada por meio do cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC) e IMC/idade, seguindo instruções e pontos de corte da Organização Mundial de Saúde (OMS) (1998) para mães adultas e OMS (2006) para as mães adolescentes e as crianças. Os valores foram expressos em média de escore z. Para as análises de frequência, utilizou-se o teste do qui-quadrado. (CAAE: 54697116.3.0000.5208) Resultados: A avaliação nutricional pelo IMC materno mostrou que havia 30% de sobrepeso, 30% de obesidade e 3,5% de magreza entre as mães. Entre as crianças, 25% estavam com alto IMC/idade, sendo 6,7% obesas. O percentual de baixo IMC/idade foi 3,3%. Discussão: O excesso de peso encontrado nas mães e nas crianças participantes do Programa é bastante elevado e assemelha-se ao encontrado em outros estudos, refletindo a transição nutricional que o país vivencia. Sabendo que o excesso de peso predispõe a outras doenças crônicas não transmissíveis, diagnostica-se, então, um importante problema de saúde no Programa. Abordar a educação alimentar e nutricional no Programa pode auxiliar na melhora do estilo de vida entre as participantes, diminuindo riscos à saúde. Conclusão: O acompanhamento do estado nutricional do binômio mãe-filho merece atenção, pois pode diminuir riscos à saúde dos envolvidos.


Palavras-chave:  Índice de Massa Corporal; Programa Para Mulheres, Lactentes e Crianças; Saúde Materno-infantil

Free Full-text PDF


How to cite this article:
Machado, J. G.; Amorim, T. M. A. X; Gomes, E. G. P; Tavares, G. A. ; Andrade, L. A. S. S., Borba, J. M. C. Estado Nutricional Do Binômio Mãe-Filho Participantes Do Programa Mãe Coruja Recife.Scientific Research and Reviews, 2018, 1:8. DOI: 10.28933/srr-2018-06-2808