Febre Chikungunya Do Diagnóstico Ao Tratamento Na Fase Crônica: Uma Revisão Bibliográfica


Febre Chikungunya – Do Diagnóstico Ao Tratamento Na Fase Crônica: Uma Revisão Bibliográfica


Batista, M. C. ¹; Silveira, L. P. O. S ²; Soares, M. A. G. ³; Ramos, R. C. F. 4

1, 2, 3Estudante do Curso de Medicina – Unicap; 4 Pesquisador do Hospital Oswaldo Cruz, Depto de Infectologia Pediátrica.


Scientific Research and Reviews

Introdução: A Febre Chikungunya é uma patologia causada pelo vírus chikungunya (CHIKV) e é transmitida pela picada de artrópodes, principalmente pelas espécies Aedes aegypti e Aedes albopictus. Tornou-se uma epidemia a partir de 2005, atingindo, posteriormente, a América, inclusive o Brasil, com intensas consequências para sua população. Seu espectro de manifestação engloba três fases: aguda, subaguda e crônica, além de alguns relatos de casos atípicos. Compreende-se pouco sobre sua fisiopatologia, fato que a transforma em uma área de extrema pesquisa. Objetivos: Realizar um levantamento bibliográfico sobre as principais opções de tratamento para os pacientes com sintomas crônicos da febre Chikungunya. Metodologia: Foi realizada uma revisão da literatura que englobava artigos dos últimos 10 anos (2007 a 2017), selecionados através de busca no banco de dados do PUBMED, utilizando o descritor “Febre Chikungunya”. Resultados e Conclusão: Com relação ao tratamento, foi visto que ainda não existe uma droga específica, apesar dos estudos realizados, sendo utilizados fármacos puramente sintomáticos, com aumento das doses baseado na fase clínica apresentada.


Palavras-chave: Arbovirus infections; Chikungunya Fever; Chikungunya virus

Free Full-text PDF


How to cite this article:
Batista, M. C.; Silveira, L. P. O. S; Soares, M. A. G.; Ramos, R. C. F. Febre Chikungunya – Do Diagnóstico Ao Tratamento Na Fase Crônica: Uma Revisão Bibliográfica. Scientific Research and Reviews, 2018, 2:14. DOI: 10.28933/srr-2018-06-2814