Diagnósticos De Enfermagem Em Paciente Com Osteomielite Pós-Traumática: Relato De Caso


Diagnósticos De Enfermagem Em Paciente Com Osteomielite Pós-Traumática: Relato De Caso


Melo, J.T.S1, Sena, A.R2, Santos, A.N3, Oliveira, J.M.D4, Santos, L.V5, Souza, M.A.O6

1Residente de Enfermagem em Traumato-Ortepedia pelo Hospital Getúlio Vargas – Universidade Federal de Pernambuco.2Residente de Enfermagem em Traumato-Ortepedia pelo Hospital Getúlio Vargas – Universidade Federal de Pernambuco. 3Residente de Enfermagem em Cirúrgica pelo Hospital Getúlio Vargas – Universidade Federal de Pernambuco. 4Residente de Enfermagem em Cirúrgica pelo Hospital Getúlio Vargas – Universidade Federal de Pernambuco. 5Residente de Enfermagem em Obstetrícia pelo Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros – Universidade de Pernambuco. 6Mestre em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação Associado da Universidade de Pernambuco e Universidade Estadual de Campina Grande.


Scientific Research and Reviews

Introdução: A osteomielite é caracterizada pela destruição progressiva do osso cortical e canal medular. Sua evolução é rápida e põe em risco a vida do paciente, além de ocasionar destruição óssea extensa, tendendo à cronificação. Dados epidemiológicos mostram taxas de infecção que variam de 0,5 a 30%. A disseminação é feita por via hematogênica, via indireta/contiguidade ou por contaminação direta. O Staphylococcus aureus é o patógeno mais comumente isolado. Sabe-se que as osteomielites pós-traumáticas têm morbidade elevada, podendo acarretar lesões incapacitantes, do ponto vista físico e/ou psicológico, tratamentos onerosos e prolongados. Objetivo: Descrever a história clínica do paciente e identificar os principais diagnósticos de enfermagem segundo a taxonomia de NANDA. Material e Métodos: Estudo descritivo do tipo relato de caso, realizado em um hospital público. A coleta de dados ocorreu mediante consultas ao prontuário, anamnese e exame físico. Resultados e Discussão: J.B.N., 49 anos, vítima de acidente automobilístico com fratura de fêmur esquerdo, submetido anteriormente à fixação externa tubular e tratamento definitivo com haste intramedular. Retorna com queixas álgicas, hiperemia, limitação importante de movimentação articular e fístula supurativa em ferida operatória. Encaminhado ao Bloco Cirúrgico, com diagnóstico de infecção pós-osteossíntese + osteomielite de fêmur esquerdo, realizado limpeza mecânica cirúrgica, aposição de dreno penrose, sutura com pontos espessados e antibioticoterapia. Os principais diagnósticos encontrados foram: 1. Integridade da pele prejudicada relacionada ao procedimento cirúrgico e evidenciada por sinais flogísticos no local de ferida; 2. Mobilidade física prejudicada relacionada ao desconforto/dor e evidenciado por restrição ao leito; 3. Risco de disfunção neurovascular periférica; 4. Dor aguda; 5. Ansiedade relacionada à patologia atual e evidenciada pelo pela preocupação na média de internação hospitalar. Conclusão: O desenvolvimento desta pesquisa contribuiu para organização da base de conhecimentos de enfermagem visto que determinam a assistência, prevendo cuidados necessários a esta população e também orientam a seleção de medidas reparadoras.


Palavras-chave: Diagnóstico de Enfermagem; Infecção; Osteomielite

Free Full-text PDF


How to cite this article:
Melo, J.T.S, Sena, A.R, Santos, A.N, Oliveira, J.M.D, Santos, L.V5, Souza, M.A.O.Diagnósticos De Enfermagem Em Paciente Com Osteomielite Pós-Traumática: Relato De Caso. Scientific Research and Reviews, 2018, 2:17. DOI: 10.28933/srr-2018-06-2817