Perfil Sociodemográfico Dos Doentes Com Parkinson Atendidos Em Um Hospital Público De Referência Em Recife


Perfil Sociodemográfico Dos Doentes Com Parkinson Atendidos Em Um Hospital Público De Referência Em Recife-PE


Guedes, T.S¹, Lucena, J.P.R¹, Diniz e Silva, P.M.¹, Costa, T.M.F.M¹, Sousa, M.B.R²

¹Estudantes do Curso de Medicina da Universidade Católica de Pernambuco;²Docente do Centro de Ciências Biológicas e Saúde da Universidade Católica de Pernambuco.


Scientific Research and Reviews

Introdução: A Doença de Parkinson (DP) é uma afecção neurodegenerativa complexa, não tendo etiologia totalmente conhecida. Os principais sintomas que acometem indivíduos são o tremor de repouso, bradicinesia, rigidez e instabilidade postural. Objetivo: Determinar o perfil sociodemográfico dos pacientes com Parkinson. Metodologia: Estudo observacional descritivo, transversal e quantitativo, realizado em um hospital público de referência na Região Metropolitana do Recife (RMR), a partir da análise de prontuários na medida em que os pacientes realizavam consultas ambulatoriais. Conseguiu-se uma amostragem final de 20 pacientes, sendo analisada a idade de diagnóstico da DP, sexo, raça, escolaridade, estado civil e cidade assistida. Resultados e Discussão: Predominou-se a faixa etária entre 50-59 anos (50%). A maioria era do sexo masculino (65%). Sobre a raça, 70% eram pardos. Relatou-se que 85% dos pacientes eram alfabetizados. Houve predominância de indivíduos casados (70%). No critério cidade assistida, 65% dos pacientes residem na RMR. O aumento da expectativa de vida do Brasil irá aumentar o número de idosos, elevando o número de casos. Na análise referente ao sexo, o resultado pode ser explicado pelo gene SRY, que está presente apenas em homens. Isso foi associado ao fato desse grupo ser mais propenso a desenvolver doenças relacionadas à produção de dopamina, tal como a DP. Constata-se a independência da DP em relação à raça, escolaridade, estado civil e local de residência. Contudo, a situação matrimonial avalia o suporte emocional que o indivíduo possui diante o diagnóstico. O local de residência relaciona-se com a exposição a toxinas e disponibilidade de recursos terapêuticos. Conclusão: O presente estudo contribuiu para o conhecimento do perfil sociodemográfico de pacientes portadores da DP. Desse modo, faz-se importante o aprofundamento do tema para auxílio, melhor compreensão e rastreamento acerca da doença e dos fatores que a compõem.


Palavras-chave: Doença de Parkinson; Doenças neurodegenerativas

Free Full-text PDF


How to cite this article:
Guedes, T.S, Lucena, J.P.R, Diniz e Silva, P.M., Costa, T.M.F.M, Sousa, M.B.R. Perfil Sociodemográfico Dos Doentes Com Parkinson Atendidos Em Um Hospital Público De Referência Em Recife-Pe.Scientific Research and Reviews, 2018, 2:19. DOI: 10.28933/srr-2018-06-2819