A Conduta Da Enfermagem Diante Do Paciente Com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica


A Conduta Da Enfermagem Diante Do Paciente Com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica


Oliveira, J.V1

1Enfermeira Graduada pela Universidade Salgado de Oliveira, Especialista em Enfermagem do Trabalho e Estudante de Pós-Graduação de Auditoria em Saúde-IDE


Scientific Research and Reviews

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é uma doença comum, prevenível e tratável, caracterizada por limitação ao fluxo aéreo persistente, que geralmente é progressiva e associada à resposta inflamatória crônica exacerbada das vias aéreas e pulmões, frente a partículas ou gases nocivos1.
A DPOC é um grande desafio para a saúde pública e ocupa a 4ª posição entre as principais causas de morte no mundo. A utilização da oxigenoterapia é uma das terapias disponíveis, atualmente, para reduzir essa mortalidade2. Internacionalmente, é uma das principais causa de morbidade e mortalidade. Estudos realizados na Inglaterra mostram que ela é a segunda causa principal de admissões hospitalares não planejadas no Departamento de Saúde3..
O envelhecimento da população brasileira e a consequente elevação do número de doenças crônico-degenerativas provoca aumento da demanda de leitos hospitalares para pacientes idosos. Estes começam a conviver com fatores de risco para doenças crônico-degenerativas, tornando-se mais frequentes as complicações como acidente vascular cerebral, fraturas por quedas, limitações causadas por insuficiência cardíaca e doenças pulmonares obstrutivas crônicas, como também a dependência determinada pela doença de Alzheimer4.
A Organização Mundial de Saúde prevê que, até 2030, a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) seja a terceira principal causa de morte em todo o mundo e atualmente não há cura, mas o gerenciamento pró-ativo pode melhorar os resultados de saúde. Nos estágios posteriores da doença, o uso do serviço de saúde geralmente aumenta com hospitalizações5.
A mobilidade do paciente é fator de risco para esse Diagnóstico de Enfermagem (DE), porque favorece o desenvolvimento de congestão pulmonar, propiciando infecções e atelectasias. A prevenção e controle de infecção requerem medidas técnicas e comportamentais, refletindo na qualidade à saúde e na consequente redução de esforços, problemas e complicações6.


Palavras-chave: A Conduta Da Enfermagem Diante Do Paciente Com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

Free Full-text PDF


How to cite this article:
Oliveira, J.V. A Conduta Da Enfermagem Diante Do Paciente Com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica.Scientific Research and Reviews, 2018, 3:26. DOI: 10.28933/srr-2018-06-2826