Desvelar Os Sentimentos Enfrentados Pelos Cuidadores De Crianças Com Câncer


Desvelar Os Sentimentos Enfrentados Pelos Cuidadores De Crianças Com Câncer


Lavra, F.M.B¹; Morais, D.C.S²; Cosme, S.S.R³; Barreto, T.A4; Araújo, M.M.R5; Gomes, B.M.R6
1Enfermeira Mestranda em Enfermagem pelo Programa Associado de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade de Pernambuco e Universidade Estadual da Paraíba-UPE/UEPB e Docente da Faculdade de Ciências Humanas de Olinda-FACHO;2,3,4,5Enfermeira Graduada pela Faculdade de Ciências Humanas de Olinda–FACHO, 6Enfermeira Docente do Programa Associado de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade de Pernambuco e Universidade Estadual da Paraíba-UPE/UEPB


Scientific Research and Reviews

O Câncer é um processo patológico por meio do qual as células crescem de maneira desordenada, ignorando os sinais de regulação do crescimento adjacente às células1. Doença que se origina a partir das alterações no DNA dos genes na célula normal, que assim passam a receber instruções erradas para as suas atividades. As alterações podem ocorrer em genes especiais, denominados proto-oncogenes, que são inativos, e regulam a proliferação e o reparo de células normais, e antioncogenes que interrompem a divisão celular2.
A oncologia infantil é um ramo da medicina que cuida das neoplasias na infância e na adolescência, sendo definida também como patologia provocada pela multiplicação desgovernada das células1. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer2, classifica-se como a segunda causa de mortalidade infantil no Brasil.
Segundo Menezes et al (2007)3, o câncer infantil se refere a um grupo de doenças que apresentam altas taxas de morbimortalidade a depender do tipo e da extensão da doença, assim como da idade da criança e da efetividade da resposta inicial ao tratamento. A ocorrência do câncer pode interferir de forma intensa e rápida em aspectos fundamentais da vida da criança que, diante da sensação de perigo iminente, tem a continuidade de seu desenvolvimento subitamente interrompida4. A família é uma parte importante no tratamento, sendo também considerada como cuidador, tornando-se, sobretudo o maior suporte da mesma2. Deste modo o cuidador passa a fazer parte da atenção ao tratamento.
Os impactos causados pelo câncer envolvem aspectos físicos, psicossociais e financeiros sobre a vida do cliente e seus familiares, devido às modificações físicas ocasionadas pelos tratamentos básicos utilizados, como o comprometimento da integridade cutânea, a queda do cabelo ou mutilações, causando mudanças na aparência. Deste modo destacam-se os aspectos psicossociais relacionados a sentimentos de ansiedade e depressão; estes são considerados os mais comuns, embora sejam evidentes as diferentes reações dos pacientes e cuidadores3.


Palavras-chave: Assistência de Enfermagem, Estudo de Caso, Linfoma de Hodgkin

Free Full-text PDF


How to cite this article:
Lavra, F.M.B; Morais, D.C.S; Cosme, S.S.R; Barreto, T.A; Araújo, M.M.R; Gomes, B.M.R.Desvelar Os Sentimentos Enfrentados Pelos Cuidadores De Crianças Com Câncer.Scientific Research and Reviews, 2018, 4:33. DOI: 10.28933/srr-2018-06-2833