PREVALÊNCIA DE ACIDENTES EM CRIANÇAS


PREVALÊNCIA DE ACIDENTES EM CRIANÇAS


Brazão, G.1; Silva, L.F.T2; Silva, A.T.P3; Silva, T.P.S4; Souge, E.B5

1,2Estudante do Curso de Medicina da Universidade Federal de Pernambuco – UFPE; 3,4,5Doutor em Neuropsiquiatria e Ciências do Comportamento pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE.


Scientific Research and Reviews

Pode-se considerar os acidentes e violências por causas externas aqueles que não estão relacionados a problemas orgânicos do indivíduo. O interesse crescente por esta temática, reflete-se pelos números expressivos de vítimas fatais e com lesões permanentes1.
Adicionalmente alguns ciclos etários parecem estar mais vulneráveis, dentre estes as crianças acima de um ano de idade. Esse panorama tem implicado em um grave problema de saúde pública nacional, que requer o aprofundamento de estudos sobre suas características, magnitude e impacto na vida das pessoas1. Além do impacto econômico e social para família, a vivência de acidentes causa grande impacto ao longo da vida da criança ocasionando por muitas vezes limitações na convivência e no desenvolvimento2.
Os acidentes são uma das principais causas de morte, hospitalização e deficiência em todo o mundo. No entanto, o padrão e a etiologia das lesões e seus resultados variam substancialmente dentro das populações e países. Tornando necessária a análise e identificação destes bem como suas prevalências1,4.
Tendo em vista que a prevenção de acidentes é uma tarefa fundamentalmente educacional e formativa, acredita-se que as mudanças de comportamentos seriam importantes medidas preditoras, porém estas iniciativas necessitam de maiores esclarecimentos sobre o fenômeno.
Nesse sentido assevera-se que o conhecimento sobre as taxas de prevalência dos principais acidentes infantis, pode de certa forma corroborar à redução dessa problemática. Dessa forma o presente estudo tem por objetivo analisar a literatura sobre as taxas de prevalência por tipos de acidentes em crianças na faixa etária de 5 a 10 anos de idade.


Palavras-chave: Abordagem Fonoaudiológica; Envelhecimento; Experiência; Memória.

Free Full-text PDF


How to cite this article:
Brazão, G.; Silva, L.F.T; Silva, A.T.P; Silva, T.P.S; Souge, E.B. PREVALÊNCIA DE ACIDENTES EM CRIANÇAS.Scientific Research and Reviews, 2018,4:39. DOI: 10.28933/srr-2018-06-2839