Vocal Characteristics In Parkinson Patients


Vocal Characteristics In Parkinson Patients


Andrade, M.A.F¹; Veras, A.R.A.L2; Macena, C.L.S1; Souza Neta, H.H1; Pereira, M.E.M3; Franco e Santos, S.N.S1.

1Discentes de Fonoaudiologia do Centro Universitário de João Pessoa-Unipê, 2Fonoaudióloga, Mestre, Docente do Curso de Fonoaudiologia na Faculdade São Miguel – PE 3Fonoaudióloga, Mestre, Docente do Curso de Fonoaudiologia do Centro Universitário de João Pessoa-Unipê


Scientific Research and Reviews

Introdução: A doença de Parkinson (DP) é definida como uma doença crônica progressiva neurodegenerativa, na qual existe a disfunção dos gânglios da base por diminuição da dopamina ao nível do estriado em função da degeneração do sistema dopaminérgico nigroestriatal, causando a desinibição do núcleo subtalâmico e do globo pálido. Objetivos: Descrever as alterações vocais encontradas em pacientes com Parkinson. Material e Métodos: Trata- se de uma revisão bibliográfica de artigos publicados no Banco de dados da Scielo, Ebscohost, Lilacs. Os critérios de seleção dos artigos estavam relacionados a “doença de Parkinson”, “Fonoaudiologia’’; “disfonia’’ e “reabilitação’’. Os artigos selecionados foram restritos do Brasil nos anos 2010 à 2017. Foram excluídos os artigos em duplicidade e sem resumo. Resultados: De acordo com os artigos analisados houve uma variação de idade entre 36 à 75 anos, com predominância dos homens, convergindo com a literatura. Quanto aos achados fonoaudiológicos foram encontrados, que na disartrofonia hipocinética pode-se observar alterações na qualidade vocal rouca, soprosa, tremor vocal, instabilidade fonatória, intensidade reduzida, monoaltura, imprecisão articulatória de consoantes, disprosódia, gama tonal reduzida, pitch e loudness reduzidos, pregas vocais arqueadas, fenda glótica durante a fonação e assimetria laríngea. Apenas dois estudos citaram alterações na ressonância, sendo que um indivíduo apresentou ressonância hiponasal, no qual a literatura ressalta alterações na ressonância nos pacientes com DP, apesar quer, não houve outras pesquisas que destacaram-se essa alteração. Conclusão: A doença de Parkinson na fase inicial não causa muito impacto na voz, à medida que vai evoluindo os problemas na comunicação ficam evidentes. Nem todos os indivíduos com Parkinson vão ter todos características vocais alteradas e as mais comuns são: qualidade vocal, rouca, soprosa, TMF reduzido, Frequência fundamental alterada, instabilidade vocal e imprecisão articulatória.


Palavras-chave: Disfonia; Doença de Parkinson; Fonoaudiologia; Reabilitação.

Free Full-text PDF


How to cite this article:
Andrade, M.A.F; Veras, A.R.A.L; Macena, C.L.S; Souza Neta, H.H; Pereira, M.E.M; Franco e Santos, S.N.S.Vocal Characteristics In Parkinson Patients.Scientific Research and Reviews, 2018, 5:46. DOI: 10.28933/srr-2018-06-2846.