Doença Periodontal E Diabetes: A Influência Do Tratamento Periodontal No Controle Glicêmico


Doença Periodontal E Diabetes: A Influência Do Tratamento Periodontal No Controle Glicêmico


Silva, I.F1; Souza, L.A.P2; Souza, R.B.M.R3
Residentes Multiprofissionais em Atenção Básica/Saúde da Família – Secretaria Executiva de Promoção da Saúde de Jaboatão dos Guararapes/PE


Scientific Research and Reviews

Introdução: O Diabetes é uma doença metabólica, caracterizada pelo aumento do nível glicêmico no sangue, a hiperglicemia. Essa hiperglicemia é prejudicial ao indivíduo diabético, podendo com o passar do tempo, acarretar em alterações em diferentes pontos do organismo, possuindo efeitos que vão interferir drasticamente na resposta fisiológica do indivíduo, no sistema vascular periférico, na resposta inflamatória, no sistema imunológico e, consequentemente, na reparação tecidual. Todos esses efeitos acabam por modificar de certa forma a susceptibilidade do indivíduo diabético às infecções de um modo geral, inclusive aquelas observadas na cavidade bucal. O diabetes tem sido amplamente considerado como um importante fator de risco para doenças periodontais, por sua vez, a periodontite dificulta o controle do diabetes, sendo considerada a complicação oral mais importante do diabetes. Objetivo: Este resumo tem o objetivo realizar uma revisão de literatura acerca dessa relação e as condutas possíveis para o tratamento odontológico do paciente. Material e Métodos: Realizou-se uma revisão de literatura sobre o tema, focado em artigos dos anos de 2009 a 2016. Os critérios de inclusão utilizados foram: artigos que respondiam à pergunta norteadora e atendiam à temática estabelecida pelos descritores. Resultados e Discussão: A doença periodontal é altamente prevalente nos indivíduos diabéticos. Nesses indivíduos, o controle deficiente do biofilme dental pode favorecer a instalação da doença periodontal com maior severidade e velocidade de progressão do que aquela observada em indivíduos não diabéticos. Em pacientes diabéticos não diagnosticados ou mal controlados, pode-se observar o aparecimento de diversos abcessos periodontais, levando à destruição rápida do suporte ósseo ao redor dos dentes, o que pode interferir na futura manutenção dos dentes. Conclusão: O diabetes mellitus é uma patologia importante e deve ser considerado quando da elaboração do planejamento para o tratamento odontológico estando relacionado a diversas alterações que podem predispor a doença periodontal. O tratamento periodontal reduzindo em baixa escala a inflamação crônica que existe em diabéticos, pode auxiliar no controle glicêmico e na redução no dano a outros órgãos. Sendo assim, é de suma importância entender que a comunicação entre médicos, endocrinologistas e dentistas (periodontistas) deve ser aprimorada a cada dia, com o objetivo de promover tratamento de qualidade a pacientes diabéticos, tendo como foco não apenas o processo curativo do problema, mas o de prevenção ao dano.


Palavras-chave: Abordagem Fonoaudiológica; Envelhecimento; Experiência; Memória.

Free Full-text PDF


How to cite this article:
Silva, I.F; Souza, L.A.P; Souza, R.B.M.R. Doença Periodontal E Diabetes: A Influência Do Tratamento Periodontal No Controle Glicêmico.Scientific Research and Reviews, 2018, 5:49. DOI: 10.28933/srr-2018-06-2849