O Papel Da Nutrição Na Programação Fetal


O Papel Da Nutrição Na Programação Fetal


Filho S.L.V.N.¹; Gonçalves F.C.L.S.P.²; Silva K.B.³; Alves M.M.4; Lima M.C.5
¹Nutricionista Mestrando no Programa de Pós-graduação em Saúde da Criança e do Adolescente do Centro de Ciências da Saúde – UFPE; ²Docente e Pesquisadora do Departamento de Nutrição do Centro de Ciências da Saúde – UFPE, ³Nutricionista Residente em Oncologia e Cuidados Paliativos – ASCES UNITA, 4Nutricionista graduada pelo UNIFAVIP DEVRY, 5Docente e Pesquisadora do Departamento Materno-Infantil do Centro de Ciências da Saúde – UFPE


Scientific Research and Reviews

Introdução: A nutrição no período periconcepcional é determinante para a programação fetal, pois repercute no crescimento e desenvolvimento do mesmo, seja fisiologicamente ou metabolicamente, acarretando em agravos ou benefícios imediatos ou tardios. Objetivos: Fazer uma atualização no tema a fim de descrever a nutrição como programadora de desenvolvimento fetal e infantil, evidenciando a importância de intervenções nutricionais nesse período. Metodologia: Foram realizadas pesquisas nas bases de dados (Lilacs, SciELO e Medline) contidas no Periódico Capes com aquisições de artigos científicos em inglês e português de 2009 a 2016. Resultados e Discussão: De 43 artigos encontrados, foram selecionados 10 que abordavam o efeito da programação fetal. Os primeiros 1000 dias de vida são a principal janela de oportunidade para programação fetal, portanto, os fetos e bebês respondem a estímulos ambientais (como a nutrição) durante seu desenvolvimento, a fim de se adaptar e desenvolver. Quando esses estímulos são adversos ao desenvolvimento, o feto sofre alterações fisiológicas ou metabólicas que culminam em consequências imediatas como a restrição do crescimento intrauterino no feto, que o torna mais propício a doenças infecciosas e a óbito, e a consequências a longo prazo, como maior risco de desenvolver doenças crônicas como diabetes e hipertensão na vida adulta. Portanto, a promoção de intervenções nutricionais no período periconcepcional como a alimentação saudável e ganho de peso adequado durante a gestação bem como a promoção de aleitamento materno exclusivo nos primeiros 6 meses de vida e uma adequada introdução alimentar são intervenções que promovem uma adequada programação do feto e do bebê, permitindo seu crescimento e desenvolvimento de forma saudável. Conclusão: A gestação e os dois primeiros anos de vida são a principal janela de oportunidade para intervenções nutricionais que programem adequadamente o feto, a fim de prevenir agravos decorrentes de possíveis adaptações fisiológicas e metabólicas.


Palavras-chave: Crescimento e Desenvolvimento; Desenvolvimento Fetal; Nutrição do lactente; Nutrição Pré-natal

Free Full-text PDF


How to cite this article:
Filho S.L.V.N.; Gonçalves F.C.L.S.P.; Silva K.B.; Alves M.M.4; Lima M.C.O Papel Da Nutrição Na Programação Fetal.Scientific Research and Reviews, 2019, 8:65. DOI: 10.28933/srr-2018-06-2865