O Apoio Familiar E Adesão A Terapia Antirretroviral (Tarv): Um Relato De Experiência


O Apoio Familiar E Adesão A Terapia Antirretroviral (Tarv): Um Relato De Experiência


Leite K.S.G.S.1; Oliveira T.S.2; Almeida G.L3; Santos A.N.4; Abrão F.M.S.5

1,2,3Mestrandas do Programa Associado de Pós-Graduação de Enfermagem da UPE/UEPB; 4Estudante da Pós-Graduação em Enfermagem Pediátrica e Neonatologia do Grupo CEFAPP, 5Docente do Programa Associado de Pós-Graduação de Enfermagem da UPE/UEPB.


Scientific Research and Reviews

Introdução: O apoio familiar contribui para a adesão ao tratamento e a qualidade de vida do portador do HIV/Aids, pois o seu papel é de moderador do estresse no contexto que envolve o processo saúde-doença e é um grande suporte afetivo para as pessoas. A Aids é vista hoje como uma doença crônica, no qual o indivíduo vive por muitos anos, quando se há o tratamento correto. A família por ser considerada a primeira e mais importante unidade de cuidado para seus membros, causa no indivíduo um equilíbrio físico e mental, trazendo benefícios durante o tratamento. Objetivo: Relatar a experiência observada sobre a importância da família na adesão a TARV. Metodologia: Trata-se de um estudo do tipo de relato de experiência, observacional e descritivo, realizado no período de janeiro a agosto de 2017, em um Hospital Público de referência para o HIV/Aids na cidade do Recife-PE. Resultados: Durante o período de observação crítica para a realização do relato de experiência, observou-se o paciente com HIV/Aids que tinha o suporte familiar e o que não tinha e o reflexo na adesão a TARV, ficando claro a importância da família nesse processo e quanto ela interfere na qualidade de vida desses indivíduos. Discussão: Os pacientes portadores do HIV/Aids têm em seus familiares um apoio essencial para adesão a TARV, eles têm esse apoio como uma âncora que vai lhes auxiliar no enfrentamento a doença, pois se sentem protegidos e fortalecidos. Já os que não têm esse apoio, ficam instáveis emocionalmente e não conseguem aderir ao tratamento, acarretando em agravos a saúde. Conclusão: Dessa forma, a família ajuda o portador enfrentar a doença com mais coragem e força para continuar a vida. A enfermagem auxilia nessa relação, escutando e aconselhando, mostrando que esse apoio familiar irá fortalecer a compreensão e adesão a TARV.


Palavras-chave:  Família; HIV; Síndrome da Imunodeficiência Adquirida

Free Full-text PDF


How to cite this article:
Leite K.S.G.S.; Oliveira T.S.; Almeida G.L; Santos A.N.; Abrão F.M.S.O Apoio Familiar E Adesão A Terapia Antirretroviral (Tarv): Um Relato De Experiência.Scientific Research and Reviews, 2019, 9:82. DOI: 10.28933/srr-2018-06-2882